Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as actualizações do blog!

23 de agosto de 2013

Parque Natural de Monsanto - Lisboa


Situado na serra que lhe deu o nome, conhecida na Antiguidade como local sagrado, o parque Florestal de Monsanto constitui o maior manto verde da cidade. 
A densa arborização que hoje o caracteriza é contudo bastante recente visto que, até 1938, quando começou a ser plantado, o local era praticamente inóspito limitando-se a vegetação à que existia na Tapada da Ajuda e na Mata de S. Domingos de Benfica.

A ideia de criar um bosque periférico nesta zona da cidade remonta a 1868 e reaparece depois com as ideias higienistas dos irmãos Mac Bride, que em 1925, dentro de uma perspectiva ainda utópica, imaginam para Lisboa um grande bosque com 1800ha, rasgado de avenidas estendendo-se do Campo Grande a Monsanto. Seria necessário esperar pela acção de Duarte Pacheco como ministro das Obras Públicas (1932-36), para a concretização do Parque de Monsanto. Baseado numa arborização densa, com pinheiros, eucaliptos e carvalhos formando zonas de mata com uma só espécie, o projecto definia-se como um bosque selvagem, opondo-se assim às anteriores concepções de parque à inglesa ou francesa, onde a natureza é mais controlada. 
Esta ideia, adequava-se também com a moderna perspectiva que Keil do Amaral tinha da relação da paisagem com as estruturas integradas do Parque. 

Destas destacam-se os diferentes miradouros, o Centro de Ténis do Alvito e sobretudo o restaurante-miradouro de Montes-Claros, com relação visual quer com o nível inferior da pérgola em redor do grande lago, quer com o estuário do Tejo que a sua posição dominante permite observar. Com uma área de cerca de 900 hectares, o Parque Florestal do Monsanto é a maior mancha verde da cidade de Lisboa. O Parque oferece aos lisboetas e turistas magníficas vistas sobre a capital, um encontro com uma profusa vida animal e vegetal e numerosas possibilidades de lazer e desporto. 
A vegetação é diversificada, apesar do nítido predomínio do pinheiro manso, e entre a fauna contam-se coelhos, esquilos, pequenos mamíferos carnívoros e morcegos de ferradura, uma espécie em vias de extinção, além de aves como o pisco, o pica-pau  a águia de asa redonda, mochos e corujas. 
São vários os parques urbanos do Monsanto: Parque Recreativo do Alto da Serafina, Parque do Alto do Duque, Parque do Alto de Monsanto, Parque Ecológico, Mata de S. Domingos de Benfica, Parque de Campismo, Parque Infantil do Alvito, que no seu conjunto reúnem infra-estruturas para ténis, natação, equitação, jogos infantis, radio-modelismo automóvel, circuito de manutenção, observação de aves, jogos infantis e restauração.





Horário: Aberto 24h
Transportes: Autocarro (Carris): 11, 14, 23, 24, 29, 43, 48, 70
Eléctricos (Carris): 15, 18 (Ajuda) 
Comboio: Estação de Campolide e Estação de Benfica
Preço: Entrada Gratuita

Postagens recentes